Como acabar com carrapatos em cães e quintal

Os carrapatos são um problema e tanto para quem tem cães em casa. Afinal, além de ver seu bichinho incomodado e até mesmo doente por causa dele, você ainda se arrisca a ter de lidar com infestações de carrapatos em casa. Nesse caso, vale tudo para acabar com essa ameaça.

Atualmente existem diversas formas de lidar com o problema. O mercado conta com uma variedade de produtos e orientações, mas claro que é preciso verificar qual é a mais eficiente e vantajosa. É justamente para isso que estamos aqui.

Carrapatos

O carrapato vermelho do cão (Rhipicephalus sanguineus) é uma das espécies mais comuns entre cães, que pode atacar qualquer área do corpo do bichinho, mas costumam atacar os membros anteriores e orelhas.

Outra espécie bastante comum é o carrapato estrela (Amblyomma cajennense), também chamado de rodoleiro, que costuma atacar tanto animais quanto humanos. Essa espécie é encontrada comumente em florestas com vegetação densa, que estejam próximas a rios e riachos e também em áreas nas quais haja concentração de animais.

Quando os carrapatos atacam os cães?

Em geral, os carrapatos surgem quando as temperaturas aumentam, em especial no início da primavera e indo até o fim do verão. Eles costumam estar presentes em áreas urbanas e também parques, tendo uma proliferação bastante rápida. Por exemplo: a fêmea do carrapato vermelho do cão põe algo entre 200 a três mil ovos por dia.

Vale lembrar que nem todas as espécies de carrapatos transmitem doenças, mas de qualquer modo são infestações que devem ser sanadas.

Sintomas de carrapatos em cachorro

O cão pode apresentar determinados sintomas que vão além da coceira quando estão com carrapatos. Os mais comuns são falta de apetite, febre e gengivas pálidas. Caso note sintomas desse tipo, corra para o veterinário com seu cão para verificar se ele está apresentando alguma doença como babesiose, febre maculosa ou outras patologias. As doenças transmitidas pelos carrapatos podem ser tratadas caso detectadas no início.

Como tirar carrapato de cães?

Para remover o carrapato é preciso utilizar pinça sem corte ou luvas descartáveis além de álcool. É necessário segurar o carrapato o mais próximo possível da pele do cão. Isso porque é importante não separar a cabeça do corpo do carrapato pois isso pode aumentar as chances de infecção.

Segurando o carrapato com a pinça ou com a luva descartável, puxe fazendo pressão constante. Não torça nem empurre, apenas aplique a pressão constante mesmo que ele não se solte imediatamente. Isso pode demorar cerca de dois minutos, mas evita maiores problemas e riscos para o cão.

Ao remover o carrapato, mergulhe o inseto em uma vasilha com alcool para matá-lo. Não tente simplesmente espremer, jogar no lixo ou jogá-lo no vaso sanitário para dar descarga pois nada disso garante que o bicho irá morrer.

Repita o processo quantas vezes for necessário.

Dicas para eliminar carrapatos nos cachorros

 

Existem alguns métodos que prometem dar conta do problema. Veja só quais são eles:

  • Coleiras anti-pulgas: Algumas delas prometem ter efeito prolongado, sendo úteis por um tempo entre 3 e 7 meses. O problema é que, caso sejam molhadas, algumas perdem tempo de ação. Além disso é preciso evitar ficar tocando no acessório já que o remédio vai ser liberado aos poucos e pode provocar irritações na pele.
  • Xampus e sabonetes: O uso de xampus e sabonetes podem ser opções viáveis quando não temos dinheiro disponível para arcar com outros tratamentos. O problema é que elas matam os parasitas somente no banho quando estão em contato com os produtos. Depois disso, pode ser que sofra com o problema novamente. Outro ponto é que o banho deve ter cuidados redobrados para evitar que o seu bichinho ingira o produto.
  • Talcos: Os talcos tem fácil aplicação e servem mais para controle do ambiente já que podem cair indiretamente em locais onde o animal fica. Porém, assim como xampus, tem efeito temporário e não ajuda muito no quesito prevenção.
  • Sprays: Os sprays merecem atenção na hora de comprar, pois alguns devem ser usados diretamente nos cães e outros apenas no ambiente onde eles ficam. Nesse caso, vamos falar daqueles que devem ser usados nos cães. Basta que os carrapatos entrem em contato com o pelo do animal para que morram, tendo um período de eficácia de até 30 dias. O problema é ter atenção na hora de usar o produto já que ele deve incluir todo o corpo do animal – evitando olhos, boca e genitálias – para que seja eficaz e o cão esteja protegido.
  • Pipetas: Em geral, as pipetas são bastante eficazes. A aplicação é feita diretamente na pele, afastando os pelos, geralmente na nuca para evitar que o cão lamba o produto. Chegam a proteger por até 30 dias, bastando o carrapato entrar em contato com o pelo para que ele morra. Em alguns casos as pipetas também atuam contra mosquitos, pulgas e vermes intestinais. É preciso ficar atento pois filhotes com menos de 60 dias ou menos de 1kg não devem receber a medicação pois existe risco de intoxicação.
  • Comprimidos: Se os cães estão com a pele irritada pelas picadas ou são alérgicos a outros produtos, o uso dos comprimidos pode representar uma solução. O efeito dos comprimidos duram em média 7 dias, mas não podem ser utilizados para filhotes com menos de 2 meses e cadelas gestantes ou lactantes.

Esses são os métodos que podem ser utilizados diretamente nos cães. Outros podem ser usados no ambiente, para exterminar os parasitas e manter o controle. Nesse caso, é indicado pedir indicações a um veterinário para saber o que se enquadra melhor no que você pode fazer pelo seu cão.

Como eliminar carrapato do quintal

Alguns produtos são utilizados somente no ambiente que os cães costumam ficar, eliminando os carrapatos e mantendo o controle. Veja algumas opções:

Spray ou aerosol: Em caso de produtos para usar no ambiente, use estes para muros, paredes, canis e casinha do cachorro.

Inseticida: Devem ser aplicados com borrifadores ou com panos úmidos com o produto diluído. A indicação é aplicar no fim de semana em pisos e muros e passar o dia fora com a família e os cães, deixando janelas abertas para quem o cheiro saia. Aplicando o produto durante a manhã, o período da tarde já será seguro, sem o cheiro e tudo seco.

Essas são apenas algumas alternativas, mas lembre-se que uma consulta ao veterinário pode ser a melhor solução, afinal ele é o profissional mais apto a indicar a melhor solução.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *