Como organizar a mudança

Organizar a mudança muitas vezes pode soar como um pesadelo e não é para menos. Sabemos muito bem disso, afinal não faltam coisas para fazer. Imagina organizar todos os objetos acumulados em anos e até mesmo a vida inteira passada em um mesmo endereço?

Não estamos falando em uma tarefa simples, claro, mas fique sabendo que não se trata de algo impossível. Com algumas dicas e muita disposição é possível deixar a responsabilidade menos penosa e tornar tudo mais prático.

Está a fim de saber como? Então você está no lugar certo:

Separe o que não pretende mais usar:

Quer deixar a bagagem mais leve? Então essa é a melhor hora. Separe roupas, utensílios domésticos e eletrônicos que você não pretende levar e tome providências para doar, vender ou descartar esses itens caso não estejam mais em condições de uso. Não tem sentido permanecer com objetos que não tenham utilidade ou valor emocional. Nesse caso, tenha papel e caneta na mão e comece a fazer listas.

Procure uma empresa para lidar com o transporte

Caso possa contar com prazo de antecedência, pesquise orçamentos e prazos de empresas de mudanças assim como checar os detalhes do contrato, como custos, seguro de objetos e limites de caixas e volumes. Verifique também se o material para embalagem está incluso ou deverá ser providenciado. Se possível, peça indicações a familiares e amigos.

Organize material para empacotar

Como nem todas as empresas incluem caixas, plástico bolha e outros itens, será necessário providenciá-los. Nesse caso não se esqueça de adquirir caixas, canetas tipo pincel atômico, fita adesiva, etiquetas e plástico bolha.

No caso das caixas, dê preferência para as de tamanho pequeno e médio. Pode até ser chato lidar com várias caixas de uma vez, mas ainda assim é melhor do que lidar com muito peso.

O tamanho recomendado é aquele que seja semelhante a caixa de um microondas novo. Algo maior do que isso pode ser inviável no fim das contas. Caso haja a necessidade de caixas maiores que isso, tente não utilizá-la para objetos pesados. Já se a ideia for usar essas caixas maiores para móveis desmontados, saiba que o desmonte dessas peças deve ser feito somente em último caso: o que for possível transportar montado deverá permanecer assim.

Agrupe objetos semelhantes nas caixas

Não é preciso especificar objeto por objeto que esteja em cada caixa, mas agrupar objetos semelhantes pode facilitar sua vida. Por exemplo: em uma caixa coloque apenas panelas enquanto em outra apenas louça. Do mesmo modo, crie um código ou uma numeração para identificar de qual cômodo pertence cada caixa e use a lista no caderno para especificar o que está em cada uma delas. Assim o trabalho de organização fica mais simples.

Anote o que tem em cada caixa

Pegue um caderno e faça uma lista dos itens que estão em cada caixa. Assim você não se perde e tem mais chances de manter a organização sob controle. Não precisa reproduzir a mesma anotação na caixa: nesse caso você pode utilizar apenas o código e assim ter noção do que cada uma das embalagens possui. Isso torna o trabalho posterior em desembalar as caixas e arrumar o cômodo algo bem mais simples.

Tenha cuidado especial ao embalar louça

Peças frágeis como louças, travessas e itens de vidro merecem cuidado especial no transporte. Nesse caso você precisará embalar as peças com o uso de plástico bolha, mantas e até mesmo cobertores velhos. Isso garante que seus objetos estarão protegidos e poderão ser transportados com o mínimo risco de danos.

Faça um limpeza na nova casa

Próximo ao dia da mudança é importante fazer uma limpeza completa na nova casa assim como a checagem de tomadas, interruptores, torneiras, chuveiros e descargas. Assim haverá tempo em providenciar ajustes de última hora sem sofrer demais com atrasos.

Solicite transferência de serviços:

O fornecimento de serviços é algo que deve ser checado no mais tardar uma semana antes da mudança. Nesse caso, solicite a transferência de telefone, TV por assinatura e internet para o novo endereço, assim como revistas e cadastros junto ao banco. Outras questões como a titularidade das contas na nova casa também devem ser feitas no máximo nesse período ou haverá muita demora na resolução destes pontos.

Separe o que pretende usar na primeira noite

Tão difícil quanto a mudança em si é sobreviver a primeira noite na nova casa. Nesse caso convém ter organizado tudo que será preciso para esse primeiro momento: algumas mudas de roupa para cada pessoa da casa, roupa de cama e de banho, pratos, talheres, copos, assim como material básico escolar ou de trabalho. Isso deixa a primeira noite mais prática e sem maiores dores de cabeça.

Acompanhe o transporte das caixas

Seja esse transporte feito por uma empresa de mudança ou feito aos poucos com o carro, é preciso que uma pessoa esteja no endereço antigo acompanhando o embarque das caixas e outra no endereço novo, acompanhando a chegada.

Organize as caixas por cômodo

Se você seguiu a dica de numerar ou estabelecer um código para cada caixa, essa é uma parte que será mais simples. Levando as caixas para a nova casa, leve logo as embalagens para o cômodo designado. Isso deixa a área mais limpa e também estabelece a devida organização sobre o espaço.

Organize um cômodo por vez:

Quando começar a desembalar seus objetos, tente tratar de um cômodo por vez, iniciando e terminando a arrumação para assim passar para outro ambiente.. Estabeleça uma prioridade e comece por ali.

Outro ponto importante é que não existe a necessidade de limpar cada item antes de colocar em seu novo lugar. Deixe isso apenas para os itens de uso básico da cozinha. Na prática, o ideal é organizar a casa para, com tudo funcionando devidamente, aí sim lidar com as outras peças que precisam de cuidado. Essa dica minimiza a bagunça a volta, ainda mais considerando que a rotina não para apenas porque mudamos de endereço.

Viu só como a mudança não precisa ser um bicho de sete cabeças? Facilite sua vida e organize-se!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *